Engate na Praia

Engate na Praia
Estava eu de férias na Costa Vicentina, com a minha namorada e logo no primeiro dia de praia, fiquei com o meus olhos presos a uma morena que estava a uns 15 metros de nós. A minha namorada adorava dormir na praia, então eu, passei o dia a comer aquela mulher com os olhos. Ela tinha cerca de 1.70 m, 55 kg, olhos castanhos, cabelo pretos e encaracolados, uma cintura fininha, um rabo sempre empinado e umas belas mamas.
No primeiro dia fiquei só a olhar e para ser sincero, não me apercebi que ela me estivesse a olhar… Quando cheguei a casa, comi a minha namorada a pensar naquela morena, que me deixou cheio de tesão!
No terceiro dia, que por acaso era o meu último dia naquela praia, apercebi-me de que ela estava a olhar para mim, mas eu não sabia como ir falar com ela, até porque a minha namorada nesse dia, já estava a aperceber-se que eu não tirava os olhos daquela mulher e ela estava com a família o que também me deixava um pouco tenso para ir falar com ela.
Como todos sabemos, quando uma mulher quer, ela consegue, então ela levantou-se, olhou para mim, deu o seu melhor sorriso e foi direito para a água. Eu percebi logo a dica, então, deixei passar uns dois minutos e disse à minha namorada que ia à água. Por sorte ela disse que não queria ir, parecia que tudo estava a correr bem, mas chegando à beira da água, olho para trás e vejo que a minha namorada havia mudado de ideias, mas como estava um vento de fim de tarde, ela disse que estava com frio e voltou para a toalha. Como a maré estava a baixar, da toalha ela não me conseguia ver e foi assim que começamos a sorrir um para o outro, ela chegou-se a mim e começamos a falar. Ela disse que pensava que a minha namorada era minha amiga, para não me dar a ideia de que ela me queria mesmo sabendo que eu estava acompanhado, mas isso para mim, até me estava a excitar ainda mais. Mesmo depois de saber, ou de eu confirmar que estava acompanhado da minha namorada, ela disse-me que gostaria de se encontrar comigo outro dia, pois, curiosamente ela também era de Coimbra. Assim sendo, eu disse que lhe daria o meu número, pois, não conseguia ir buscar o telemóvel e voltar, mas ela poderia fazer isso e foi assim. Dei-lhe o meu número e quando cheguei ao carro já lá tinha mensagens dela a dizer que não conseguia tirar os olhos de mim…
Durante o resto das férias, eu não conseguia parar de pensar em estar com aquela delícia, cada vez que pensava nela, ficava cheio de tesão e vingava-me na minha namorada que se fartou de me mamar o caralho nessas férias.
Quando finalmente acabaram as férias de ambos e muitas mensagens trocadas, combinamos um encontro, como ainda era Verão, combinamos de ir ao rio. Ficamos a molhar os pés e de conversa fiada, com os nossos corpos a ficarem cada vez mais colados e nossos lábios cada vez mais colados, aqueles lábios grossos e aquela cara de safada, estava-me a deixar completamente louco, quando por fim nos beijamos, não aguentei e apertei aquele rabo com as minhas mãos, pressionando o seu corpo contra o meu, o que a deixou louca de vontade, pois, percebeu que eu tinha o caralho bem duro! Nesse dia já não houve tempo para muito mais, mas combinamos que um outro dia, iríamos acabar o que já há muito havíamos começado.
Na semana seguinte combinamos um café, sabendo eu que haveria muito mais que isso, mas a minha namorada não queria que eu saísse de casa, então chamou-me para o quarto, quando cheguei lá, já estava ela toda nua com as pernas abertas, ela tem cerca de 1.53 m com 50 kg, ou seja é redondinha, mas com um rabão que me deixa louco e uma cona bem gorda e apertadinha. Eu que já estava cheio de tesão para ir comer a morena da praia, aproveitei e saltei logo para cima dela, enquanto lhe comia a cona, espetei-lhe dois dedos no cu como ela tanto gosta e chupei-lhe as tetas que embora pequenas, são perfeitinhas, não aguentou muito e veio-se no meu caralho, como ela fica muito sensível quando se vem, eu tirei o meu caralho daquela cona gordinha e disse que lhe queria esporrar a cara, enquanto ela me chupava os colhões eu vim-me como um louco. Tomei um banho e disse-lhe que ia ter com os meus amigos, como ela já me tinha feito vir, já ficou mais descansada, embora soubesse que não era por causa de me ter vindo uma vez que não lhe seria infiel, visto eu ter um enorme apetite sexual.
Quando cheguei ao pé da minha moreninha, espetei-lhe logo um beijo na boca, mas ela pediu-me para ser ais discreto porque namorava também e não queria que os vizinhos vissem. Fomos beber café e ela disse que queria ficar um pouco a ver as estrelas, pelo que mal a apanhei sozinha, meti-lhe a mão entre as pernas, ela estava completamente húmida e soltou um enorme gemido, eu puxei-lhe o fio dental para baixo e fiquei a admirar aquela bela cona… Espetei a minha língua toda e lambi com vontade aquela cona que estava completamente encharcada, foi até ela se vir na minha boca e eu tentar engolir tudo!
De seguida levantei-me e dei-lhe o meu caralho a chupar, foi a primeira vez que ela ficou frente a frente com ele e ficou com os olhos todos arregalados, eu questionei-a logo se era para entrar toda naquela boca, mas ela olhou logo para mim e disse que não lhe parecia muito fácil, mas que iria tentar, não conseguiu engolir tudo, mas fez um broxe maravilhoso, que me fez revirar os olhos várias vezes. Meti o preservativo e penetrei-a ela revirou os olhos e soltou um gemido de prazer, disse-me que queria sentar-se em cima de mim e cavalgar no meu caralho,o que me pareceu muito bem, assim que ela se sentou em cima dele, cavalgou como se não houvesse amanhã e fez me vir como um louco. Depois, tal como um casal apaixonado ficamos agarrados a beijarmos-nos. Quando vimos umas luzes a aproximarem-se, vestimos-nos e saímos dali, para dar lugar aos próximos amantes.
Quando cheguei a casa, a minha namorada perguntou-me como tinha corrido e eu disse que muito bem, pelo que ela quis perceber mais a fundo o quão bem tinha sido, então começou a mexer-me no caralho e a dizer que ainda não estava satisfeita, lá tive eu que a foder mais uma vez, enquanto nos beijava-mos eu só pensava, ainda agora estive a lamber a como à moreninha e agora a minha namorada está aos linguados comigo…

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir