Visita inesquecível

Visita inesquecível
Bem vou contar um fato que aconteceu comigo quando eu tinha acabado de completar 18 anos, meu pai recebeu um amigo que não via há bastante tempo, Claudio era o nome dele, tinha uns 40 e poucos anos, moreno, cabelos meio grisalhos, estatura mediana, aproximadamente 1,80m. Como eles não se viam há bastante tempo ficaram o dia todo conversando e bebericando, como já era tarde meu pai decidiu que ele ia dormir lá em casa, como não tínhamos quarto de hóspede meu pai disse que ele iria ficar no meu quarto, respondi que se ele não roncasse não haveria problema algum, todos riram, minha mãe preparou uma cama para mim no chão do meu quarto ao pé da minha cama, fui dormi e eles ainda estavam no maior papo, bem no meio da noite acordo com a sensação de que tinha alguém me tocando, olho para cama e vejo o Cláudio deitado dormindo, fui ao banheiro, voltei e deitei de novo, não passa muito tempo e sinto alguém me tocando novamente, finjo que estou dormindo e deixo acontecer para ver onde isso iria dar, ele começa alisando devagar a minha bunda sobre o short de dormir, que como era fininho dava para senti bem o toque de sua mão, aos poucos ele vai ficando mais ousado e aumentando suas investidas, de repente ele coloca a mão dentro do meu short e fica alisando devagarzinho a minha bunda, na mesma hora me arrepie todinho, mas continuei quieto, como ele não notou nenhuma resistência da minha parte ele continuou suas caricias, aquilo já estava me excitando e com isso minha respiração começou a ficar ofegante, ele logo que percebeu isso começou a ficar mais ousado, pegava o dedo e ficava acariciando o meu cuzinho contornando e tentando enfiar a pontinha do dedo, aquilo já estava me deixando louco e meu cuzinho piscava sem parar, vendo isso ele logo decidiu ir mais longe, tirou meu short e começou a chupar meu cuzinho, nossa aquilo foi maravilhoso, ele abria a minha bunda chupava meu cuzinho com gosto, eu gemia baixinho e para minha surpresa o meu pau começou a ficar duro de tesão, eu não entendia aquilo um cara chupando meu cú e eu de pau duro, ele pega no meu pau e começa a me bater uma punhetinha de leve, nossa se já estava gostoso imagina agora, não demorei muito e logo comecei a gozar, foi a gozada mais gostosa que eu já tinha dado, ele deu um tempo e disse devagarzinho no meu ouvido, agora e a vez de você me fazer gozar, aquilo me fez estremecer na hora, então ele põe o pau dele para fora e manda eu colocar na boca, fico meio receoso de colocar aquele pau na boca, não era muito grande devia ter uns 18 cm, mas era grosso, disse a ele que não iria fazer isso, então sem eu esperar ele me da um tapão na cara e manda eu parar de frescura que já tinha percebido que ele gostaria, pois ele conhecia um veadinho de longe, peguei aquele pau na mão e coloquei na boca, podia sentir ele pulsar na minha boca, aquele gostinho salgado dele até que era gostoso, fui abocanhando ele aos pouco para poder me acostumar, até porque como eu disse ele era bem grosso. Comecei chupando só a cabecinha e aos pouco fui colocando ele todo na boca, não demorei muito para acostumar e logo estava chupando aquele pau com gosto, lambendo ele inteiro e chupando com gosto quando chegava naquela cabeçona vermelha, logo ele fodia minha boca como se fosse uma buceta, fiquei nisso um bom tempo e sem mais nem menos ele me manda ficar de quatro que tinha chegado a hora daquele cuzinho conhecer um pau de verdade, disse que não, pois nunca havia dado o cuzinho antes (verdade que eu já tinha introduzido alguns dedos e pepinos finos), nisso ele me da outro tapão na cara me mandando ficar tranquilo, pois já havia comido cuzinhos de outros meninos antes e sabia como fazer, ele me põe de quatro e começa a chupar novamente o meu cuzinho, não demora muito para que meu cuzinho começar a piscar novamente, nisso ele enfia um dedo e tira, meu cuzinho pisca mais rapidamente ele chupa mais um pouco e enfia dois dedos, fica enfiando até meu cú ir alargando, quando ele sente que já está pronto ele me manda arreganhar a bunda com as duas mão, aponta o pau na entrada do meu cuzinho e manda eu ir forçando a bunda de encontro ao pau dele, aos poucos aquela cabeçona vai entrando no meu cuzinho, começa a doer e eu paro de forçar, nisso ele começa a empurrar devagarzinho e logo a cabeça entra toda, ele para por um tempo para que eu possa me acostumar, depois de um tempinho eu mesmo volto a forçar minha bunda de encontro a aquele pau gostoso, ele começou um vai-e-vem devagar e logo foi ficando mais rápido, e não demora muito já estava metendo na minha bunda freneticamente, aquilo era muito gostoso, metia sem dó no meu cuzinho e eu indo ao céu, não demorou muito para ele encher o meu cú com sua porra, era maravilhoso sentir aqueles jatos de leite quentinho inundando todo o meu cuzinho, cai desvanecido na cama que minha mãe tinha feito, no dia seguinte eu mal conseguia andar.

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir