A adolescente quase me infarta

A adolescente quase me infarta
Bem, para quem não leu nem um conto meu ainda, eu me chamo Israel, tenho 38 anos, e com uma rola que mede 23 cm de comprimento e com diâmetro de 11 cm, o que eu vou contar neste meu relato eu confesso que é legal mais ao mesmo tempo foi um martírio para mim, ha pouco mais de três meses chegou um vizinho novo aqui na rua, e até então eu não tinha tido nenhum contato com ele, e nem tampouco com a sua família, na verdade eu nem conhecia inda, pois saio relativamente cedo para trabalhar, pois dou aula de matemática, e quando chego vou caminhar ou pedalar, por isso não tinha visto ainda nem ele e nem sua filha, e em um dia destes logo pela manha fui abordado por um senhor que se identificou como sr João, divorciado e me informou que era novo na rua, que havia chegado recentemente, e eu perguntei se ele estava gostando da nova moradia, ele disse que sim, é um local tranquilo, eu disse que bom seja bem vindo e qualquer coisa estamos a disposição, ai ele disse foi exatamente sr Israel isso que eu vim falar com o sr, porque um outro vizinho seu informou que o sr dar aula de reforço né? eu disse sim, aí ele falou professor Israel é porque eu estou precisando que o sr der algumas aulas de reforço para minha filha, pois ela esta com muita dificuldade, eu perguntei e qual a matéria que ela esta tendo dificuldade? ele disse é em matemática, O sr ensina essa matéria? eu disse claro, é um dos meus conteúdos prediletos, ele disse que bom então o sr vai poder da uma grande ajuda a minha querida filha, então eu perguntei, para quando o sr quer que eu a ensine-a? ele disse o mais breve possível, mas fique tranquilo, vamos lá em casa que eu primeiro vou lhe apresentar a minha filha para você, e eu fiquei na expectativa como ela era, se criança, adolescente ou até mesmo adulta, fomos caminhando em direção a sua casa, ao adentrar na casa ele vai chama Gabriela filha venha até aqui por favor! quando a ela se aproxima o meu coração quase sai pela boca, eu nunca tinha visto uma menina tão linda em toda minha vida, ela aparentava ter mais ou menos 1,70 m de altura loura de olhos azuis, pernas grossas os seios bem pontudos, com um short de licra bem colado dando para ver todo o desenho de sua buceta, grande e inchada, e com um bumbum empinado, ele vai e fala Gabi, como ele trata ela, este é o professor Israel, que a partir de hoje vai lhe dar aula de reforço de matemática, ela olhou para mim e me cumprimentou e eu também e começamos a conversar para dissipar dúvidas com relação ao conteúdo onde ela estava tendo mais dificuldades, tirei algumas dúvidas e só estava restando colocar a mão na massa!! quando começamos Gabi? ela disse quando o sr quiser até agora! eu disse está muito interessada né Gabi? ela disse sim estou, aí eu perguntei ao sr João seu pai quando poderia começar? ele me falou quando o sr quiser, então eu falei, vamos aproveitar que neste mês eu estou de férias então vamos iniciar as aulas amanhã, ele disse tudo bem, aí eu perguntei? e onde eu posso ensiná-la? ele disse aqui em casa mesmo tem algum problema? eu disse nenhum, ele falou eu passo o dia fora, mas a empregada esta sempre em casa para me auxiliar no que você precisar, eu disse muito obrigado sr Joao, e disse para ele também que eu só podia ensinar a Gabi após as 09:00 da manha, pois sempre caminhava bem cedo, ele disse sem problema, no outro dia coloquei meu tradicional short de licra sem usar cueca e fui caminhar bem cedo, quando estava retornando para casa para tomar um belo banho, a Gabi sai no portão com uma mini saia e diz: sr Israel a tempo eu lhe aguardo, eu falei Gabi eu vou em casa tomar um banho e volto logo, ela diz não o sr Israel fique logo, eu disse não Gabi eu estou suado, e também a minha roupa não é apropriada para um professor, eu com short colado, sem cueca e com a minha rola meia dura, ela vai olha, fixa o olhar e ver o raio x do meu cacete o tamanho e grossura e diz, pode entrar sem problema entrei e comecei a conversar e perguntei pelo o sr João ela disse o pai só chega a noite, e a secretária? a Gabi falou ela não veio hoje, o filho dela adoeceu e ela não pode vir, e a sua mãe esta para o trabalha ? ela disse, o meu pai é separado da mãe, e eu fiquei pensando meu pai!! o que vai ser de mim, nós a sós, numa situação dessa! a Gabi com uma mini saia, e uma bunda e um par de coxas dessas, eu ficava só imaginando o que tem debaixo daquela saia e entre aquelas maravilhosas pernas, nessa brincadeira o meu cacete já estava pulsando, quase furando o short, só em olhar para aquilo tudo e pensar, e saber que estávamos a sós. Tudo bem entramos e eu sempre com as minha mãos a frente para tentar esconder o volume que era visível, ela me levou para o quarto de visitas e disse, sr Israel, vamos estudar aqui, eu falei nesta mesinha baixinha? ela falou sim, aí ela vai e senta-se de frente para mim, como ela estava de saia dava para eu ver tudo, nisso ela vai manda eu me sentar e eu noto que ela faz de propósito e começa a olhar para o meu cacete e ver todo o formato no short colado e pergunta se eu estou bem? eu digo que sim, e ela continua olhando para a minha rola admirando e começa abrir mais as pernas, eu fiquei meio sem jeito mas claro olhando para aquela buceta linda e grande, ai digo: vamos começar Gabi! ela diz vamos, eu aproveito e pergunto? Gabi quando você faz aniversário? ela disse adivinhe! eu disse eu sou péssimo em adivinhação, ela disse então vamos fazer uma aposta? eu disse que aposta Gabi? ela disse vamos fazer assim, você tentar adivinhar a minha idade e eu a sua, completa, dia, mês e ano, e nós damos algumas pistas, de acordo com os acertos, cada um paga uma prenda, e por ultimo cada um faz um pedido, eu imaginei que ela fosse colocar no jogo coisas bobas, ai eu perguntei e que prenda são essas? ela disse eu posso escolher? eu disse pode, ela disse depois que dizer que sim, não pode voltar mas atrás, eu disse pode escolher, ela disse então vai ser uma peça de roupa, eu falei você esta doida Gabi! ela disse você não aceitou! agora não pode mias mudar! eu disse então quem começa? ela disse eu, e perguntou qual a pista? eu falei, ela acertou, e pediu para eu tirar a blusa, e continuava fixada na minha rola que a esta altura já estava pulsando, aí foi a minha vez, acertei e pedi para ela tirar a blusa também, ela ficou só de sutiã, que seios lindos! eu fiquei com mais tesão ainda, foi a vez dela, acertou a segunda, e eu pensei, meu pai o que vai ser de mim agora! ela vai pede para eu tirar o tênis, porque ela sabia que não estava usando cueca pelo a marca do meu cacete, foi a minha vez, acertei, e pedi para ela tirar a saia, ela se levanta e rebolando vai tirando bem devagar para me deixar mais doido ainda, eu fui no outro mundo e voltei quando vi aquela sena, aí foi a vez da terceira e ultima tentativa dela, e só faltava o meu short, ela errou, e eu fiquei mais aliviado mas ao mesmo tempo chatiado, então chegou a hora da minha ultima tentativa, acertei e pedi para ela tirar a calcinha, ela disse que não era justo, ela ficar daquele jeito e eu não, eu disse que eu não tenho culpa, pois a proposta foi sua e não minha, ela então disse, vamos fazer o seguinte, nós não temos o ultimo pedido né?eu disse sim, então eu tiro o sutiã e ficamos iguais eu de calcinha e você de short combinado? eu disse não você quebrou as regras e não pode, ela disse eu lhe dou um bônus extra, eu disse que bônus é esse? ela disse o que você quiser, eu disse então tudo bem, sim Gabi e qual o seu pedido? ela disse eu quero que você tire o short, eu disse não Gabi eu tenho vergonha, vergonha de quê! eu sou adolescente mais não sou trouxa, eu já sei que seu cacete é grande e grosso, como você sabe? pelo o volume do seu short, desde quando vi pela a primeira vez não paro de pensar eu batendo uma punheta deliciosa neste seu caralho, vamos tira logo! quando desci o meu short, ela deu um grito e disse, meu que rola é essa!! e já foi logo alisando o meu cacete e admirando, e eu já estava nas nuvens, vendo uma adolescente tão gostosa agarrado na minha rola, eu então disse sim agora é sua vez, tira a calcinha para deliciar essa tua buceta linda e grande, ela disse agora, pois é o primeiro homem a me ver assim, e começou a descer a calcinha se requebrando e chupando os dedos, quando ela fez isso eu quase gozo ali mesmo, que delicia de buceta! bem raspadinha e inchada, ela então disse, agora eu quero que você goze para mim, na minha cara vai! eu disse calma Gabi para com essas coisas! pois não estou mais aguentando! ela disse vai roludo! vai! goza!goza! eu disse calma Gabi eu quero curtir mais um pouco! deixa para curtir depois! não vai faltar oportunidade de você me chupar, me comer, me possuir, me colocar nas nuvens, eu quero perder minha virgindade com você, eu sou toda sua! mas o que eu quero agora é ver essa sua rola vomitar leite para mim! me satisfaça pela a primeira vez esse meu deseja vai! e começou a me punhetar mais forte, e falar mais um monte de putaria, tipo: vai roludo! vai devorador de bucetinhas nova vai! joga na minha cara esse seu leite quente vai! se você gozar para mim agora eu me monto em seu cacete e engulo ele por inteiro vai! com todas essas coisas não aguentei e acabei gozando na cara dela, nunca gozei tanto na minha vida, que gozada maravilhosa, votarei com a conclusão dessa história em outra oportunidade. Abraços leitores.

Bir cevap yazın

E-posta hesabınız yayımlanmayacak. Gerekli alanlar * ile işaretlenmişlerdir